Como Fazer Ligação-Direta em Carros

O que você precisa

   
Prova de propriedade do veículo
   
Chave de fenda
   
Descascador de fios
   
Luvas isolantes

Tente a chave de fenda

Não é bonito, mas uma chave de fenda pode poupar alguns problemas.

Se você estiver considerando a ligação direta no carro, as chances são de que você já está em maus lençóis. Antes de fazer coisas piores, retirando a tampa de ignição e fazendo uma bagunça geral do seu veículo, pode valer a pena tentar o velho truque da “chave de fenda na ignição” . Tudo que este truque exige é a inserção de uma chave de fenda na ignição e vira-la como uma chave.
Se o carro der partida, você salvou a si mesmo dos problemas e riscos elétricos da ligação direta.

Não teve essa sorte? Não se preocupe. Você ainda precisará da chave de fenda para as etapas seguintes. Apenas não se esqueça de garantir que não ficará preso no cilindro de ignição.

Remova a tampa da ignição
Tenha cuidado para não causar danos permanentes ao remover a tampa.

Antes de continuar, certifique-se de agir com extrema cautela.
Os seguintes passos podem resultar em choques elétricos dolorosos, então siga atentamente as instruções.

O primeiro passo é ter acesso à fiação. A maioria dos carros têm grandes painéis de plástico que se encaixam a parte superior e inferior da coluna de direção. Remova cuidadosamente estes painéis de modo que o cilindro (e os fios de execução para ele) fiquem expostos. Em algum momento você vai querer colocar estas peças de volta, por isso seja cauteloso, enquanto que os separa.

Identificar os fios da bateria e da ignição

Consulte o manual do seu veículo para obter o código correto da cor do fio.

Você verá normalmente três pares de fios correndo para a parte de trás do cilindro.
Não se assuste – cada par representa apenas uma posição diferente chave na ignição.
Em suma, um par devem acionar a posição da bateria-somente, um outro par as luzes e o rádio, etc Claro, isso também significa um par é responsável pela posição final-chave – a partida do carro.

Aqui é onde fica complicado. Tudo que você precisa está bem na sua frente, mas não há sistema de cor universal para os fios. Consultar o Manual do seu carro é provavelmente a melhor maneira de descobrir o código de cores específico do seu veiculo. No entanto, em alguns carros o par vermelho é geralmente o conjunto que fornece energia para o carro, e o marrom (que pode ser um único fio ou um par, dependendo do carro) lida com a partida.

Descasque e conecte os fios de energia. 

Uma vez localizado os fios que fornecem energia para o carro, desligue-os do cilindro. Use o descascador de fios para remover o plástico das extremidades e gire-os juntos. Os frutos do seu trabalho deveria ser óbvio – energia para o painel, luzes e praticamente todo o resto no carro.

Ligue os fios de partida com os fios de alimentação

Agora as coisas ficam perigosas. Apesar de conectar os fios de energia ser relativamente seguro, os fios responsáveis por ligar o carro dão choque. Sob nenhuma circunstância você deve tocar os fios de partida!
Com isso em mente, tire o isolamento das extremidades dos fios e, cuidadosamente, toque-os um no outro. Você deverá ver uma faísca e ouvir o motor ligar. Uma vez que comece em marcha lenta, separe e cubra as extremidades dos fios de partida.
Eles ainda representam um perigo elétrico, mesmo depois de o veículo já ter ligado, e você não quer que eles balançando em torno de seus joelhos.

DICA: Este processo pode ser ligeiramente diferente para carros mais velhos. Se você descobrir que o veículo tem um único fio de partida (por oposição a um par), você vai querer desligar e segurar o fio da mesma maneira mencionada acima. Para ligar o carro, o fio de partida deve entrar em contato com os fios de alimentação conectados. Uma vez que o motor foi iniciado, remova o fio de partida do circuito e cubra a ponta exposta.

Coisas a considerar

    Ligação Direta é ilegal se você não possui o carro, por isso tenha sua carteira e o registro (ou alguma outra prova de propriedade) do carro com você. Se você está ajudando um amigo, essa pessoa deve ser capaz de provar a propriedade do veiculo e deve permanecer com você durante todo o processo.

    Muitos carros têm um mecanismo que trava o volante a menos que uma chave está na ignição. Assim, mesmo se você ligar o carro sem uma chave, você pode não ser capaz de virar o volante.

    Se você não tiver certeza de que você sabe que você está fazendo, nem sequer comece. Você pode causar problemas sérios e difíceis de solucionar (em outras palavras, vai sair muito caro) , danos à fiação e outros componentes, se você acidentalmente aterrar (ou ligar) o circuito errado.

    Novos carros têm um chip de computador no sistema de ignição que requer uma chave correspondente. A maioria deles tem um chip RFID que funciona quando em proximidade com a coluna de direção. Sem uma chave, estes carros não podem ser ligados diretamente. Se sua chave não gira as fechaduras mecânicas, simplesmente grude-la à coluna de direção pode permitir-lhe a ligação direta do carro.

    Carros ligeiramente mais velhos têm resistores em resistências muita precisas (como 11.7ohms), construído para as chaves. Estes precisam ser combinados com um valor armazenado na memória do carro para ligar o carro. Depois de alguns (normalmente 3) erros, a ECU bloqueia a ignição.

Nota: Como regra geral você não deve tocar os fios elétricos desencapados, mas neste caso não vai fazer nenhum mal. A bateria pode fornecer centenas de ampères (conhecido como ampères cranking) para ligar o motor, fornece apenas 12V. A baixa tensão não pode passar corrente suficiente através de você para machucar (é por isso que você pode segurar as baterias da câmera 12V em suas mãos sem qualquer problema) – Isto, devido à “tensão de ruptura” da pele, estar entre 30V e 48V DC. Mas se estiver com as mãos molhadas, tocando os fios, posso te dizer que é uma péssima ideia, pois está aplicando o poder sob a pele (há uma história em algum lugar da Web de alguém que adere pinos de multímetro em seus polegares, eletrocutando a si mesmo).

O verdadeiro problema surge se você encosta a bateria através de um pedaço de metal. Uma bateria pode fornecer tanta corrente quanto os atuais soldadores, daí a história na Web de um cara que estava trabalhando em seu carro e caiu uma ferramenta, dando curto-circuito na bateria do carro e soldando seu anel de casamento no chassi.
Combinado com o gás hidrogênio gerado, você pode ter uma situação explosiva.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: